Kaká se diz ansioso para voltar aos gramados e 'acabar com o sofrimento'

'Já tive momentos difíceis, mas este foi muito complicado', admite o meia do Real Madrid

Efe

19 de novembro de 2010 | 16h17

SÃO PAULO - No Brasil para realizar exames no joelho esquerdo operado em agosto, o meia-atacante Kaká afirmou nesta sexta-feira que está ansioso para voltar jogar, o que não acontece desde a derrota da seleção para a Holanda nas quartas de final da última Copa do Mundo.

"Estou aliviado por saber que o tratamento está perto do fim e não vejo a hora de voltar a campo para acabar com este sofrimento. Já tive momentos difíceis, mas este foi muito complicado", declarou o jogador.

Kaká chegou nesta quinta-feira à cidade de São Paulo para, conforme esclareceu, "ser submetido a uma série de exames, e não para completar o tratamento, como foi dito por aí".

O fisiologista Turíbio Leite, que acompanhará o jogador permanecer na capital paulista, considerou que, em função dos resultados, Kaká poderá voltar a treinar no Real Madrid em janeiro ou fevereiro de 2011.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolReal MadridKaká

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.