Kaká tem contrato prorrogado até 2003

As últimas boas atuações do jovem Kaká, fizeram a diretoria do São Paulo prorrogar o contrato do jogador até 2003. E se possível ainda pretende aumentar a duração até 2005. O clube também já havia dado aumento ao jogador, que recebia cerca de R$ 700 e passou a ganhar cerca R$ 6 mil. "Fizemos isso com todos os atletas que subiram este ano para a equipe principal", observou o diretor de Futebol, José Dias. Com a elevação do salário, segundo informações dos conselheiros, o passe de Kaká passou a valer mais de R$ 6 milhões. Já o volante Júlio Batista, que comandou a vitória são-paulina sobre o Palmeiras, por 3 a 0, tem um contrato ainda mais longo com o clube: assinou até 2005. O objetivo do Tricolor também é evitar que ocorra situação semelhante à de Ronaldinho Gaúcho, revelado no Grêmio, mas que está se transferindo para o Paris Saint-Germain sem que a equipe gaúcha receba o que considera justo pelo investimento no jogador. Na opinião do conselheiro vitalício, José Paulo Leal, que já foi diretor-jurídico do clube e hoje é consultor da presidência, a situação de Kaká, agora que ele está em evidência na mídia, deve ser um exemplo para os congressistas refletirem sobre uma melhor estruturação da legislação sobre passe, que pode ser extinto no dia 26. "O São Paulo investe pesado nas categorias de base. Damos alojamento, tratamento médico, escola e muito mais. Qual seria o interesse em investir se soubéssemos que o jogador deixaria o São Paulo sem que o clube tivesse retorno?", observou o conselheiro. Para o técnico do São Paulo, Oswaldo Alvarez, após a grande atuação contra o Palmeiras, Kaká já tem condições de ser titular da equipe. "Ele mostrou que pode suportar as pressões de um clássico", observou. Vadão também destacou a flexibilidade da equipe, que está lhe permitindo fazer variações táticas. Contra o Botafogo, na semana passada, iniciou a partida com o esquema 3-5-2. Já contra o Palmeiras, por causa de alguns desfalques, optou por um sistema 4-4-2. "Estivemos mais soltos no clássico, mas é importante ter vários esquemas bem treinados para utilizar de acordo com as necessidades", destacou o técnico. Para a partida contra a Portuguesa Santista, sábado, em Santos, o técnico poderá contar com os retornos dos volantes Fabiano e Maldonado, além do zagueiro Jean, que cumpriram suspensão. Os meias Carlos Miguel e Souza, com problemas de contusão, serão avaliados durante a semana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.