Marcos D'Paula/AE
Marcos D'Paula/AE

Kaká treina na seleção, não sente dores e mostra otimismo

Meia aguarda o aval da comissão técnica para poder entrar em campo neste domingo contra o Equador

Agencia Estado

26 de março de 2009 | 18h01

O meia Kaká saiu bastante otimista do treino físico que fez na tarde desta quinta-feira na Granja Comary, em Teresópolis, separado dos demais jogadores da seleção. Ele deu vários piques, sob a supervisor do preparador físico Paulo Paixão, disse que não sentiu dores e mostrou otimismo quanto a sua participação no jogo de domingo, contra o Equador, em Quito, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2010.

Veja também:

linkMédico diz que Kaká ainda não está bem para jogar

linkParaguai é mais difícil que Brasil, diz técnico do Equador

linkPelé pede que seleção respeite os adversários

linkFelipe Mello quer aproveitar a chance nas Eliminatórias da Copa 

linkRonaldinho Gaúcho diz que poderá jogar ao lado de Kaká

linkAdriano e Kaká fazem treinamento físico em Teresópolis 

linkResolvido no ManCity, Elano defende seu espaço na seleção

tabela Eliminatórias da Copa - Classificação

lista Eliminatórias da Copa - Calendário / Resultados

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"Foi bom o treino. Até deu para cansar um pouco, mas não senti nenhuma dor, então estou bem feliz", afirmou o jogador, em rápida entrevista depois da movimentação. Antes de dizer que vai jogar, no entanto, ele preferiu esperar para ter o aval da comissão técnica. "Vou conversar com eles e esperar para ver se não tenho nenhuma dor muscular, já que estou há bastante tempo parado", completou Kaká.

O médico José Luiz Runco manteve a cautela de antes do treino. "A coisa está evoluindo, já conseguimos colocá-lo no campo, ele gostou do trabalho e se sentiu bem, mas ainda precisamos pensar na parte física", afirmou. Os planos, a princípio, permanecem os mesmos: Kaká deve fazer nesta sexta-feira, pela manhã, seu primeiro treino com bola desde que chegou à Granja Comary, para confirmar se terá mesmo condições de enfrentar o Equador.

Quem deu um susto na comissão técnica nesta quinta-feira foi o zagueiro Lúcio, que deixou o campo reclamando de dores na perna direita. Segundo Runco, no entanto, foi apenas um cansaço muscular, por causa do ritmo do treino, e o zagueiro do Bayern de Munique não deve ser problema para o jogo contra o Equador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.