Kaká volta a sentir dores e não enfrenta o Equador

O meia Kaká está fora do jogo do Brasil contra o Equador, no domingo, em Quito, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2010. Ele voltou a fazer exercícios separados do grupo na Granja Comary neste sexta-feira, foi examinado logo após a atividade, e como segue com dores no pé esquerdo, está vetado para a partida e nem sequer viaja para o Equador com a seleção.

AE, Agencia Estado

27 de março de 2009 | 12h28

"A gente tem de ter duas coisas bem claras: é um jogador de alto nível, que está emprestado por outra instituição, e não vamos fazer nada para prejudicá-lo, temos de devolvê-lo em condições", disse o médico da seleção, José Luiz Runco.

Kaká disse que não havia sentido dores no treino de quinta-feira à tarde e se mostrou otimista, mas a lesão voltou a aparecer e o meia ganhou um novo planejamento para o fim de semana: viaja nesta sexta para Porto Alegre, jogar da partida contra o Peru, no dia 1º de abril, e aguarda a volta do grupo.

O técnico Dunga também lamentou a ausência de Kaká, mas afirmou que a seleção tem peças para substituir o jogador. "Não é a primeira vez que a gente fica sem o Kaká, temos um trabalho de alto nível no grupo e estamos preparados para encontrar uma solução", disse o treinador, que deve escalar o meio-campo com Gilberto Silva, Felipe Mello, Elano e Ronaldinho Gaúcho.

Kaká não atua pela seleção nas Eliminatórias desde novembro de 2007, na vitória por 2 a 1 contra o Uruguai, no Morumbi. Com seguidas lesões, ele perdeu todas as partidas da competição no ano passado e só fez um jogo pela seleção, na goleada por 6 a 2 sobre Portugal, amistoso disputado no Gama (DF).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.