Kane diz que 'poucos esperavam' ver Inglaterra nas quartas de final

Kane diz que 'poucos esperavam' ver Inglaterra nas quartas de final

Atacante e principal jogador da Inglaterra espera jogo difícil contra a Suécia nas quartas de final

Gonçalo Junior, enviado especial / Moscou, O Estado de S.Paulo

06 Julho 2018 | 15h18

O atacante Harry Kane, artilheiro da Copa do Mundo, com seis gols, acredita que poucos esperavam a Inglaterra chegasse às quartas de final do Mundial da Rússia. A equipe se classificou em segundo lugar no grupo que tinha Bélgica, Panamá e Tunísia e eliminou a Colômbia nos pênaltis nas oitavas de final. "Acho que poucos esperavam que nosso time chegasse até aqui. Acho que uma semifinal seria menos esperado ainda", disse o atacante.

+ Southgate espera quebrar mais um jejum na Copa e levar Inglaterra às semifinais

+ Capitão da Suécia elogia Kane, mas promete 'fazer o possível' para pará-lo

+ Vardy fica fora de treino da Inglaterra e deve ser desfalque diante da Suécia

Neste sábado, os ingleses enfrentam a Suécia por uma vaga entre os quatro melhores da Copa. O jogo será em Samara, às 11 horas (Brasília). "É uma equipe forte. Sempre tivemos confrontos difíceis. Acredito que não diferente desta", disse o artilheiro da Copa do Mundo.

A entrevista desta sexta-feira aconteceu em clima bem descontraído. Em vários momentos, o artilheiro, que estava ao lado do técnico Gareth Southgate, brincou com o treinador. Questionado sobre as qualidades do treinador, ele afirmou. "O técnico é bom, mas quero jogar", sorriu.

A última vez que a Inglaterra chegou às semifinais foi na Copa da Itália, em 1990. A equipe parou exatamente nesta fase ao ser eliminada pela Alemanha. Agora, a geração de Harry Kane pode, ao menos, igualar a façanha de nomes como Gary Lineker, artilheiro naquele torneio.

 

A equipe tem apenas uma dúvida para enfrentar a Suécia. O atacante Jamie Vardy, reserva imediato de Kane, não está confirmado para o confronto. O centroavante do Leicester City ficou fora de parte do treino desta sexta-feira por conta de uma lesão na virilha e participou apenas do aquecimento.

Dele Alli, que vem sofrendo com dores na coxa durante o Mundial, e Ashley Young, recuperado de pancada no tornozelo, treinaram sem problemas e devem jogar.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.