Carl Recine/Reuters
Carl Recine/Reuters

Kane espera repetir performance para garantir Inglaterra na Copa

Atacante quer levar para a seleção inglesa o bom futebol do mês de setembro pelo Tottenham

Estadão Conteúdo

03 Outubro 2017 | 18h58

O atacante Harry Kane quer repetir na seleção da Inglaterra o excelente rendimento que obteve em suas atuações pelo Tottenham, no mês de setembro, nas duas partidas que fecharão as Eliminatórias Europeias para a Copa do Mundo de 2018 contra Eslovênia e Lituânia, nesta quinta-feira e domingo, respectivamente. O jogador, autor de 11 gols em seis jogos, foi comparado aos melhores do mundo devido à sua performance no mês passado.

+ Itália teme 'catástrofe', mas vê conquista de vaga na Copa como 'obrigação'

"Foi um mês bom para mim, começando obviamente da última vez (atuando) com a Inglaterra (quando marcou dois gols contra Malta). Espero que possa fazer o mesmo novamente neste mês. É tudo o que tento fazer: ajudar o time marcando gols. Se puder continuar melhorando todos os dias e todas as semanas. É realmente o que quero continuar fazendo", destacou o atacante, nesta terça-feira, em entrevista ao site da Associação Inglesa de Futebol (FA, na sigla em inglês).

Harry Kane, de 24 anos, ascendeu rapidamente no selecionado inglês. Há pouco mais de três anos, ele fazia parte do time sub-21 do país, também comandado por Gareth Southgate, atual treinador da equipe principal. "O tempo está passando rápido para mim. Ainda me lembro de estar com o sub-21, lutando por um lugar naquela equipe", comentou o jogador.

O elenco da Inglaterra segue concentrado para a partida contra os eslovenos, que será disputada no estádio de Wembley, em Londres. Uma vitória garantirá matematicamente aos donos da casa, líderes do Grupo F do qualificatório com 20 pontos, a vaga no Mundial da Rússia. A Eslováquia é a vice-líder da chave com 15. Eslovênia e Escócia têm 14. As três seleções ainda lutam para ao menos garantir um lugar na repescagem europeia.

Mais conteúdo sobre:
Tottenham

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.