Laurence Griffiths/ AFP
Laurence Griffiths/ AFP

Kane marca, Tottenham bate o lanterna e encosta nos líderes do Campeonato Inglês

Equipe de José Mourinho construiu placar de 3 a 1 com gols também de Aurier e Ndombélé

Redação, Estadão Conteúdo

17 de janeiro de 2021 | 13h20

Sem ser brilhante, mas eficiente, o Tottenham derrotou o lanterna Sheffield United neste domingo por 3 a 1, fora de casa, e subiu na tabela do Campeonato Inglês. O time londrino contou com gols de Aurier, do artilheiro Harry Kane e um golaço de Ndombélé para triunfar no duelo da 19ª rodada.

Com a vitória, o Tottenham foi alçado para a quarta colocação, com 33 pontos após 18 jogos disputados e se aproximou dos líderes da Premier League. Está atrás de Leicester, Liverpool e Manchester United, que se enfrentam no clássico deste domingo. A posição é provisória, porque o Manchester City ainda entra em campo neste domingo e pode recuperá-la. O Sheffield, que venceu apenas uma partida em 19 confrontos, está afundado na última colocação, com apenas cinco pontos conquistados.

O Tottenham abriu o placar aos cinco minutos no estádio Bramall Lane. O atacante sul-coreano Heung-Min Son bateu escanteio da esquerda e o lateral francês Aurier cabeceou para as redes. Os comandados de José Mourinho ampliaram no fim do primeiro tempo, etapa em que foram amplamente superiores.

No lance, o volante dinamarquês Hojbjerg aproveitou erro do Sheffield e tocou para Harry Kane. O goleador carregou a bola e arrematou com força de fora da área, mandando no canto, sem chances para goleiro Ramsdale.

Na etapa final, os anfitriões ensaiaram uma reação após McGoldrick diminuir o placar de cabeça, aos 14 minutos, após cobrança de falta. No entanto, quatro minutos depois, o volante francês Ndombélé apareceu para marcar um belo gol de cobertura, com uma puxeta, e sacramentar a vitória dos londrinos. Os brasileiros Lucas Moura e Carlos Vinicius entraram no segundo tempo e tiveram atuação discreta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.