Karagounis vai ser auxiliar de Claudio Ranieri na Grécia

Ídolo no futebol local, ex-volante, que participou da Copa no Brasil, era um dos últimos remanescentes da equipe que venceu a Euro

Estadão Conteúdo

26 Setembro 2014 | 09h45

Um dos maiores ídolos do futebol grego em todos os tempos, Giorgios Karagounis não defenderá mais as cores de seu país, pelo menos não como jogador. O meia foi anunciado nesta sexta-feira como novo integrante da comissão técnica e trabalhará como um dos auxiliares do italiano Claudio Ranieri na seleção.

Karagounis havia dito que não atuaria mais pela Grécia após a eliminação nas oitavas de final da última Copa do Mundo, contra a Costa Rica, nos pênaltis, mas somente nesta sexta-feira seu afastamento definitivo foi confirmado. Aos 37 anos, ele seguirá sua trajetória na seleção agora em nova função.

Foram 139 partidas com a camisa da seleção grega, sendo o ponto alto deste longo casamento o título da Eurocopa de 2004, com uma surpreendente vitória sobre os donos da casa portugueses na final. Na última Copa, já veterano, ajudou a levar seu país às oitavas de final da competição pela primeira vez na história.

Em clubes, Karagounis acumulou passagens vitoriosas por Panathinaikos, Inter de Milão e Benfica. Seu último time foi o Fulham, de onde saiu no fim da temporada passada após ficar sem contrato. O jogador segue sem vínculo com nenhuma equipe, mas ainda não confirmou oficialmente sua aposentadoria dos gramados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.