Kardec comemora fim de jejum e ganha apoio de Muricy Ramalho

Kardec comemora fim de jejum e ganha apoio de Muricy Ramalho

Atacante festeja gol perto da família e ouve elogios do treinador, que exalta abraço em Luis Fabiano: "Os caras no CT adoram ele"

FERNANDO FARO, O Estado de S. Paulo

28 de outubro de 2014 | 11h32

Foram 11 partidas sem marcar, mas o jejum de gols de Alan Kardec no São Paulo acabou na última segunda-feira quando o atacante completou de cabeça escanteio de Michel Bastos e marcou o último gol na vitória por 3 a 0 sobre o Goiás, que levou o time tricolor aos 56 pontos, cinco a menos que o líder do Brasileirão, o Cruzeiro.

O jogador, que nunca teve sua vaga ameaçada apesar da seca, teve um motivo a mais para celebrar, já que seus familiares estavam presentes no duelo e puderam curtir o gol perto dele. "Acabou dando tudo certo, fiz o gol do lado onde eles estavam e pude comemorar lá perto. Foi um presente duplo para mim sem dúvida nenhuma", comemorou o jogador.

Quem também foi só elogios a Kardec foi Muricy Ramalho, que sempre bancou sua escalação e mesmo nos momentos difíceis apostou nele. O treinador não escondia a satisfação com o fato do atleta ter voltado a balançar as redes e elogiou mais uma vez seu comprometimento.

"Sempre torcemos para alguns caras porque eles são muito do bem. Olhamos a atitude de alguns jogadores e reparo nos gestos, o abraço que ele deu no Luis, que é um concorrente dele. Os caras no CT adoram ele, todo mundo torce. Ele é um dos caras que mais correm e é centroavante. Quando ele fez o gol me aliviou porque eu queria tirar ele. Ficamos contentes porque o Kardec, além de grande jogador, é um grande caráter."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.