Divulgação
Divulgação

Kardec prevê que maior rivalidade será entre São Paulo e Palmeiras

Para atacante, bastidores e transferências polêmicas vão esquentar a competição entre as duas equipes paulistas na temporada

FERNANDO FARO, O Estado de S. Paulo

21 de janeiro de 2015 | 14h05

As constantes trocas de farpas entre Paulo Nobre e Carlos Miguel Aidar e o fortalecimento do Palmeiras em 2015 devem fazer o São Paulo o principal rival do time alviverde na temporada. Ao menos essa é a opinião de Alan Kardec, que pode ser considerado o estopim da briga entre os presidentes.

Contratado pelo São Paulo do Benfica no ano passado quando o Palmeiras tentava comprá-lo em definitivo, Kardec deu início a uma série de disputas dentro e fora de campo entre os rivais. Os últimos casos envolveram a ida de Dudu para o Palmeiras e a chegada de Cafu ao Morumbi - Thiago Mendes, Wesley e Daniel foram outros nomes disputados pelos rivais.

"Cada clássico tem sua história, mas dentro do que aconteceu do ano passado pode se criar uma grande rivalidade. Muito mais pelos bastidores, pelas coisas que acompanhamos que aconteceram no ano passado", afirmou o atacante.

O próximo capítulo da briga pode acontecer na final da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Semifinalistas em lados opostos da chave, os adversários podem se encontrar na decisão do torneio. Kardec, inclusive, manifestou seu apoio aos garotos, que antes de pensar em título precisam passar pelo Corinthians na semifinal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.