Sérgio Castro/AE
Sérgio Castro/AE

Keirrison sente primeiras cobranças no Palmeiras

Criticado por desperdiçar chances no jogo de sábado, ele se diz tranquilo, e tem a defesa de colegas

AE, Agencia Estado

15 de março de 2009 | 20h28

A alta média de gols de Keirrison deixou o torcedor do Palmeiras mais exigente. Bastou o atacante ficar dois jogos sem marcar para que os primeiros sinais de pressão fossem sentidos contra o Barueri, no último sábado. Antes de marcar o seu na vitória por 3 a 0, perdeu quatro chances claras, deixando aflita uma torcida que já se acostumou com seu estilo matador.

Veja também:

forum Vote: Lenny deve mesmo ser titular do Palmeiras?

link Torcida do Palmeiras pede Lenny no time titular

link Pierre comemora liberdade para apoiar no Palmeiras

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"É incrível, mas ele ficou dois jogos sem marcar e já falaram algumas coisas dele. Ele tem só 20 anos e estava abatido pelos gols que perdeu", afirmou Diego Souza, autor do passe para o gol do atacante. "Quando arranquei do meio-de-campo, vi que ele estava bem colocado e tinha certeza que ele ia fazer".

Dias após passar em branco no clássico contra o Corinthians, Keirrison teve frustrada sua expectativa de ser convocado por Dunga para os dois jogos da seleção brasileira pelas Eliminatórias, daqui a duas semanas. O próprio jogador negou, porém, ter ficado abatido por ter ficado de fora da lista. "Sou muito jovem, tenho muito pela frente, e sei que uma eventual convocação vai acontecer mais cedo ou mais tarde".

O prestígio de Keirrison junto à torcida permanece intacto. Assim como a tranquilidade do atacante para seguir marcando gols, garante o técnico Vanderlei Luxemburgo. "O importante é que o Keirrison está sempre bem colocado e não se deixa abalar. É frio quando precisa concluir".

Mais conteúdo sobre:
futebolPalmeirasKeirrison

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.