Carlos Gregório/Vasco
Carlos Gregório/Vasco

Kelvin promete 'colocar o coração em campo' para ajudar o Vasco após a Copa

Equipe carioca terminou na 11.ª posição do Brasileirão antes da pausa para o Mundial

Estadão Conteúdo

05 Julho 2018 | 14h30

Grato à torcida do Vasco e ao clube pela força que recebeu quando rompeu o ligamento do joelho e ficou afastado dos gramados por 11 meses, o atacante Kelvin prometeu se doar o máximo possível em campo para ajudar o time cruzmaltino na retomada do calendário nacional após a disputa da Copa do Mundo da Rússia.

+ Impedido de pegar corintianos, botafoguense Jean brinca: 'Vou falar com o Andrés'

+ Roger exalta comportamento do Palmeiras em vitória e elogia estreante

+ No 2º amistoso no Panamá, Palmeiras derrota time colombiano por 2 a 0

"Eu tenho na minha vida uma gratidão muito grande ao Vasco. O que mais passa pela minha cabeça é retribuir em campo tudo que o clube fez por mim para que eu pudesse voltar a jogar futebol. Já me sinto recuperado e nesse segundo semestre vou vir com tudo. Vou colocar o coração dentro de campo, não apenas o corpo", prometeu o atacante.

O Vasco passou por uma forte crise política, conviveu com inúmeras lesões de seus jogadores e tem uma equipe enfraquecida tecnicamente em relação à ultima temporada, já que perdeu boa parte de seus principais jogadores, como Nenê, que foi para o São Paulo. Esses fatores ajudar a explicar a temporada de oscilação da equipe, que foi eliminada na fase de grupos da Copa Libertadores e ocupa a 11ª posição no Campeonato Brasileiro.

Além disso, levou 3 a 0 do Bahia no jogo da ida das oitavas de final da Copa do Brasil e tem a dura missão de reverter o resultado no duelo da volta, que será em São Januário, e está marcado para 16 de julho, o dia seguinte à final do Mundial da Rússia.

"Quero ajudar o time a retomar o caminho das vitórias. Sabemos que o primeiro jogo será contra o Bahia e queremos iniciar nossa caminhada no segundo semestre com o pé direito. Sabemos que será um desafio muito complicado, principalmente pela qualidade do Bahia. Jogamos lá contra eles e sentimos essa dificuldade. A partida será em casa, estamos trabalhando e acreditamos que podemos reverter. Vamos pensar partida a partida", disse Kelvin.

O Vasco faz a sua intertemporada no CT de Pinheiral, no interior do Rio de Janeiro.

O técnico Jorginho, que assumiu a equipe duas rodadas antes da parada das competições, está usando os treinamentos para fazer ajustes no time, que, segundo Kelvin, voltará fortalecido.

"Acho esse período de concentração importante não apenas para a união do grupo, até porque nosso elenco já era muito unido. Tivemos um pequeno período de férias e esses dias estão sendo fundamentais para a gente voltar a concentrar no nosso trabalho, pois no segundo semestre precisamos fazer um belo campeonato", finalizou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.