Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Paulo Fernandes/Vasco.com.br
Paulo Fernandes/Vasco.com.br

Kelvin supera 'momento mais difícil da carreira' e volta aos treinos no Vasco

Atacante estava há nove meses parado após grave lesão no joelho esquerdo e agora se prepara para voltar a atuar

Estadão Conteúdo

23 de março de 2018 | 21h02

Foram mais de nove meses parado até esta sexta-feira, quando Kelvin deu um passo importantíssimo em sua luta para voltar a jogar. O atacante do Vasco participou de seu primeiro treinamento com os companheiros desde que sofreu a grave lesão no joelho esquerdo, ainda em junho do ano passado.

+ Ferj divulga calendário das finais do Estadual

+ Tabela da Taça Rio 2018

"Foi um dia muito especial, estou muito feliz. De uma certa forma, chego a me emocionar. Fiquei um tempo parado olhando para o campo e foi bom perceber que aos poucos tudo está voltando ao normal. Ainda não estou 100%, algumas etapas ainda precisam ser cumpridas, mas já me sinto bem melhor do que antes. O mais importante agora é continuar focado na recuperação, até porque o meu objetivo é ajudar o Vasco", declarou.

Kelvin rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo no dia 7 de junho, em confronto diante do Corinthians, ainda pelo primeiro turno do Campeonato Brasileiro. De lá para cá, foram longos meses de recuperação após a cirurgia, momento considerado pelo próprio atacante como "o mais difícil da carreira".

"Foi só mais um passo dado, não posso deixar o foco de lado, preciso me manter concentrado. Minha cabeça está boa. Esse momento que estou próximo de superar é o mais difícil da minha carreira", afirmou.

Ainda não há previsão de retorno aos gramados para Kelvin, mas o apoio dos colegas e do clube foi considerado fundamental por ele neste processo. "O acolhimento de todos é muito bom e importante. Esse incentivo me ajuda muito", comentou. "É muito gratificante saber que o clube conta comigo. Se eu já honrava a camisa do Vasco, agora, após finalizar essa recuperação, vou me esforçar três vezes mais."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.