Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Keno nega Palmeiras em má fase no ano e atribui tropeços a azar

Atacante defende rendimento do time, que vem de derrota para o Corinthians e empates com Boca Juniors e Botafogo

O Estado de S. Paulo

20 de abril de 2018 | 11h00

O atacante Keno, do Palmeiras, negou nesta quinta-feira que o clube viva má fase na temporada. Para o jogador, a sequência de três partidas sem vencer se atribui a azar e a desatenção em alguns lances, falhas que segundo ele serão solucionadas em breve e demonstradas a partir de domingo, quando o time volta a campo pelo Campeonato Brasileiro para tentar a primeira vitória na competição.

+ Tabela do Campeonato Brasileiro 2018

+ Clube se arma para 'decisão' na segunda

Questionado em entrevista coletiva sobre má fase, Keno rebateu. "Por que má fase? Empatamos três jogos, fizemos um bom jogo contra o Boca, tomamos um gol no final. Contra o Botafogo fizemos um bom jogo e tomamos um gol no final. Não estamos com essa cabeça de clima ruim e pesado. O ampeonato começou agora", afirmou o atacante, que foi titular nas duas últimas partidas.

Segundo Keno, os resultados positivos escaparam em compromissos recentes por questões de detalhes. "Teve azar, também. Desatenção do grupo. Não pode ter o deslize e tomar o gol no final. O Roger é um treinador que vem cobrando muito. Vamos seguir trabalhando forte para não cometer esses erros no dia do jogo", comentou o jogador.

O próximo adversário do Palmeiras será o Inter, domingo, no Pacaembu, pelo Campeonato Brasileiro. "O ano tem muitas coisas para vir. Tem de focar nos jogos que virão pela frente e ganhar", disse Keno.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.