Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Keno revela ter melhorado no Palmeiras após receber bronca de Roger

Atacante conta que após derrota para o São Caetano, recebeu cobrança do treinador para que rendesse mais

O Estado de S. Paulo

26 de março de 2018 | 17h57

O atacante Keno, do Palmeiras, revelou nesta segunda-feira um bastidor curioso do clube nas últimas semanas. Em alta no time após a titularidade nas últimas partidas, o jogador contou que conseguiu melhorar o rendimento depois de ter levado uma bronca do técnico Roger Machado ao fim da derrota por 1 a 0 para o São Caetano, sofrida no Allianz Parque, pela primeira fase do Campeonato Paulista.

+ Palmeiras pratica pênaltis antes de semifinal

+ Equipe tenta manter retrospecto positivo na defesa

"Foi uma cobrança para me incentivar mais ainda. Ele sabe da minha qualidade, do meu potencial", disse Keno em entrevista coletiva. "A gente é muito cobrado e temos que levar isso para dentro de campo. O Roger cobra muito firme. Ele teve uma cobrança comigo e eu não abaixei a cabeça. Treinei mais forte e fui feliz nesses últimos jogos", completou Keno.

Depois desse episódio, o jogador mudou de status no Palmeiras. O atacante teve atuação elogiada na vitória por 1 a 0 sobre o Santos, no último sábado, e antes disso marcou dois gols contra o Novorizontino, pelas quartas de final. Nesses últimos compromissos ele virou titular ao herdar a vaga aberta com o desfalque de Borja, convocado pela seleção colombiana para os amistosos.

"Eu pretendo me firmar na equipe. Se eu não firmar, com a volta do Borja, vou ter que estar de cabeça erguida. O Borja saiu porque foi para a seleção. Se ele me botar no banco, não posso abaixar a cabeça. A oportunidade vem e volta, estou muito tranquilo", afirmou Keno, que deve novamente ser titular na formação que nesta terça-feira enfrenta o Santos, no Pacaembu, pela semifinal do Campeonato Paulista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.