Pedro Souza/Atlético
Pedro Souza/Atlético

Keno se prepara para 'guerra' em Curitiba e pede para Atlético-MG não se acomodar

Mesmo com a mão na taça por vencido a primeira partida por 4 a 0, atacante avisa: 'Não tem nada ganho'

Redação, Estadão Conteúdo

13 de dezembro de 2021 | 18h59

O Atlético-MG não quer saber do clima de "já ganhou" na Copa do Brasil após 4 a 0 no Mineirão. Jamais um time abriu vantagem tão grande no primeiro jogo da decisão, o que obrigará o Athletico-PR a um feito inédito. Mesmo com a mão na taça, o atacante Keno pede para os mineiros não se acomodarem. Em sua visão, será uma guerra na Arena da Baixada.

"É uma vantagem boa. A gente entrou em casa para ganhar, pois sabia que jogar lá contra o Athletico-PR é difícil, campo sintético, um treinador muito inteligente...", advertiu Keno. "(O time) Fez boa vantagem, mas não tem nada ganho. É decisão, jogo de guerra e temos de entrar com toda disposição que entrou aqui."

Autor de um bonito gol no Mineirão após lance com bela troca de passes, Keno espera aproveitar melhor os possíveis espaços em Curitiba com a obrigação dos mandantes de sair para o ataque. Sem, claro, descuidos.

"Vamos ter mais espaços, mas temos de tomar cuidado. Eles vão querer um gol no começo para incendiar o jogo", alertou. "Temos jogadores experientes em finais e sabemos que os cinco, dez minutos iniciais serão muito fortes deles. A gente sabe que não pode vacilar em nenhum momento."

O duelo com os reservas do Athletico-PR no Brasileirão, com vitória por 1 a 0 dos mineiros, serve de exemplo para o Atlético-MG tomar totais cuidados, na visão de Keno. "Jogamos lá contra os reservas deles, ganhamos por 1 a 0, mas vimos que o time é bem organizado. Vai ser difícil, complicado, mas estamos concentrados e focados para buscar a vitória lá também."

O atacante ainda explicou como o time deixou o clima festivo do Brasileirão de lado para se concentrar na final. "A gente virou a chave do Brasileirão, fizemos um grande jogo em casa e agora é ter fé que vamos voltar com essa taça. Mas a gente não pode se acomodar."

Aos 32 anos, Keno aproveitou para fazer juras de amor ao clube e descartou uma saída para fora do País. "Estou feliz no Galo, muito feliz. Nem tudo na vida é dinheiro, e por isso eu não tenho pensamento de sair. Sou muito feliz aqui. Minha cabeça é só no Clube Atlético Mineiro."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.