Kia admite que está de saída e volta a atacar Emerson Leão

O iraniano Kia Joorabchian admitiu, nesta sexta-feira, que está de saída da parceira entre Corinthians e MSI. Em entrevista à TV Globo, em Londres, o empresário afirmou que não tem planos para voltar ao Brasil e trabalhar efetivamente no clube, como fez do início da parceria até a metade do ano passado. "Voltar é muito difícil para mim. Eles (MSI) têm que pegar uma pessoa que manda. Hoje só tem funcionários trabalhando lá", contou Kia, que está na Inglaterra desde a morte de seu pai, no último mês de julho.O empresário atacou mais uma vez o atual técnico do Corinthians, Emerson Leão. Kia entende que ele foi o responsável pelas saídas de vários jogadores do time, como os argentinos Carlitos Tevez (hoje no West Ham) e Javier Mascherano (no Liverpool), o meia Carlos Alberto (no Fluminense) e o lateral-esquerdo Gustavo Nery (no Zaragoza, da Espanha)."Eu pessoalmente não concordo com muita coisa. A MSI tem que ter envolvimento em todas as decisões do departamento de futebol. Muitas pessoas foram embora, o técnico briga com muitos jogadores. Ele (Leão) não fala para os jogadores irem embora, mas cria uma situação impossível para eles ficarem. Tevez, Mascherano, Carlos Alberto e Gustavo Nery acham que o técnico não tem respeito por ninguém", afirmou o empresário.Kia confirmou ainda que a MSI não investe mais nada no clube há sete meses e que, em contrapartida, o Corinthians não repassa ao fundo as receitas que entram, como cotas de TV, e seriam de responsabilidade da empresa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.