Kia já pensa em outros atacantes

Kia Joorabichian começa a jogar a toalha em relação à contratação de Vágner Love. Ele ainda não desistiu de vez do artilheiro, mas admite pensar em outras opções. Para isso, contribuiu o pedido do presidente do Corinthians, Alberto Dualib, para que não priorize mais o ex-palmeirense e utilize os US$ 15 milhões na contratação de outro atacante. Já cogita a hipótese de não contar com Vágner Love no Corinthians. "Ainda não desisti do Love, mas já estamos pensando em outras possibilidades", disse o gestor da equipe do Parque São Jorge durante evento da Nestlé no Campeonato Brasileiro. Perguntado sobre que tipo de atleta o interessaria, brincou: "um que faça gols." Mas, voltando à seriedade, afirmou que o importante é que o atleta "se encaixe no atual estilo de jogo do Corinthians". O diretor da MSI no Brasil, Paulo Angioni, afirmou que está muito difícil um acordo com o CSKA. "O problema é financeiro", afirmou. Sobre as outras opções para o Corinthians, afirmou que o nome de Deivid jamais foi cogitado. Angioni também acrescenta que o atacante tem de ser brasileiro, virá obrigatoriamente do exterior, e não há restrições de idade ou estilo. O importante é que o contratado aumente o poder de fogo do ataque do Corinthians, já que o objetivo do clube neste ano é, no mínimo, a vaga para a Taça Libertadores da América. Kia teceu elogios ao trabalho de Márcio Bittencourt. "Tenho de admitir que estou supreso com o que ele vem conseguindo na equipe", disse o empresário, que não quis mencionar a possibilidade de contratar um novo treinador. Sobre as constantes brigas envolvendo jogadores do Corinthians, afirmou não achar o fato tão grave. "De vez em quando desentendimentos acontecem em um grupo que quer muito a vitória." Angioni disse que fora as multas aplicadas aos atletas, a MSI não deve interferir no caso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.