Kia volta a depor na Polícia Federal

O iraniano Kia Joorabchian, homem forte da MSI, a nova parceira do Corinthians, foi intimado ontem a depor na próxima segunda-feira na Polícia Federal, no setor de imigração. Será a segunda vez que isso acontece desde que o investidor desembarcou no País. No final do ano passado, Kia também teve de comparecer ao órgão público para apresentar seu passaporte. Na ocasião, nada de irregular foi constatado e ele continuou atuando à frente dos negócios do clube.A MSI ainda não recebeu a notificação da Polícia Federal. A PF tem fechado o cerco ao investidor iraniano desde que o deputado Romeu Tuma Júnior (PPS) entregou ao órgão um ?dossiê da MSI? e de seus negócios. Na documentação, o deputado também pede para que se investigue a situação de Kia no país.Tuma, que é conselheiro do clube e membro da oposição, sustenta que Kia esteja trabalhando no país sem autorização do Ministério do Trabalho. Na segunda-feira, Kia será recebido pelo delegado do setor de imigração da PF, Marco Antônio Veronese, o mesmo policial que o ouviu na vez anterior.

Agencia Estado,

10 de fevereiro de 2005 | 09h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.