Kidiaba brilha de novo e Mazembe ganha título na África

Algoz do Internacional na semifinal do Mundial de Clubes da Fifa, em dezembro, o Mazembe conquistou neste sábado o título da Supercopa da África ao vencer o FUS Rabat, do Marrocos, por 9 a 8 nos pênaltis, após empate por 0 a 0 no tempo normal, em Lubumbashi, no Congo.

AE-AP, Agência Estado

30 de janeiro de 2011 | 09h44

O goleiro Kidiaba mais uma vez foi o destaque do time congolês, com importantes defesas ao longo do jogo. Nos pênaltis, ele ainda defendeu uma cobrança e marcou o gol que garantiu o título.

O jogador já havia se destacado no Mundial de Clubes ao parar o ataque do Internacional e comemorar os dois gols de sua equipe no jogo com um dança exótica, baseada em pulos sentados no gramado. Neste sábado, ele voltou a repetir a coreografia.

O jeito espalhafatoso fez com que Kidiaba se tornasse um dos ídolos da torcida do Grêmio, arquirrival do Internacional.

O time congolês, que ficou com o vice-campeonato em Dubai ao perder por 3 a 0 para a Inter de Milão, conseguiu sua vaga na Supercopa da África por ter conquistado a Copa dos Campeões da África. Já o Rabat venceu a Copa das Confederações do continente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.