Marcos de Paula/AE - 14/8/2011
Marcos de Paula/AE - 14/8/2011

Kleber admite má fase do ataque do Palmeiras

Atacante não faz um gol desde o dia 19 de junho

AE, Agência Estado

15 de agosto de 2011 | 12h45

Sem balançar as redes há oito jogos, Kléber admitiu no domingo que o ataque do Palmeiras está passando por uma fase ruim. Ao perder para o Vasco, em São Januário, o time de Luiz Felipe Scolari somou sua terceira partida seguida sem balançar as redes. "É a fase, a bola não tem entrado. Tem hora que não vai", comentou Kléber.

Para o atacante, a falta de gols não pode ser atribuída apenas às dificuldades do setor ofensivo. "A gente sabe que é um todo. O ataque tem que fazer, mas o lateral tem de cruzar, o meia tem de botar a bola. Se a bola não chega com qualidade, não adianta. E hoje [domingo] a gente até chegou, mas não tinha uma chance clara de finalizar. Temos quem manter a tranquilidade para sair desta fase ruim. A gente precisa vencer, não importa quem faça o gol", comentou.

O meia Luan também lamentou a fase ruim do ataque palmeirense. "Quem viu sabe que tivemos várias oportunidades, mas a bola infelizmente não está entrando", declarou. "Poderia ter sido diferente. Nós jogamos bem, mas tivemos azar na bola parada. Fizemos a falta na entrada da área e tomamos o gol".

Assim como Kléber, Valdivia evitou apontar um culpado por mais uma derrota para o Vasco - perdeu também na quinta, pela Copa Sul-Americana. "Faltou o gol. Não sei o que falar. A gente tomou um gol de falta, não foi desatenção", comentou o meia, que voltou ao time no final de semana, após defender a seleção do Chile na semana passada.

Afinado com o discurso palmeirense, o goleiro Deola pediu tranquilidade ao time. "Temos de ter um pouco mais de calma, de tranquilidade. Não adianta tentar achar um culpado. Toda derrota é preocupante", afirmou o reserva de Marcos. "Estamos precisando dar uma arrancada, temos de tirar proveito de jogos em casa para reverter tudo isso", projetou.

Depois da derrota no Rio, o Palmeiras fará duas partidas em São Paulo, pelo Brasileirão. Na quinta-feira, enfrentará o Bahia, no Canindé. E, no domingo, fará o clássico com o São Paulo, no Morumbi.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.