Arquivo/AE
Arquivo/AE

Kléber admite que foi a evento de torcida do Palmeiras

Atacante do Cruzeiro, que nesta quarta enfrenta o time alviverde no Mineirão, se recupera de uma lombalgia

Agencia Estado

21 de setembro de 2009 | 15h58

O atacante Kléber, do Cruzeiro, reconheceu nesta segunda-feira que esteve presente em um evento da torcida organizada palmeirense Mancha Alviverde no último sábado, mas disse que não realizou esforço físico durante o encontro. O jogador se recupera de uma lombalgia, e não atua há cinco jogos no Campeonato Brasileiro.

Veja também:

linkCruzeiro cobrará explicações de Kléber

linkMuricy pede clima tranquilo  

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Kléber disse que sua presença na festa do Palmeiras não deve interferir na partida de quarta-feira, entre o clube paulista e o Cruzeiro, pela 25.ª rodada, no Mineirão. Ele ressaltou que foi ao evento da Mancha durante um período de folga, porque é amigo de membros da torcida.

"Umas três semanas atrás o pessoal da torcida do Palmeiras tinha me ligado, me falaram que ia começar um campeonato interno deles e pediram que eu fosse lá dar uma incentivada e prestigiar. Eu fui, sem problema nenhum. Tenho amigos lá. Passei por lá, fiquei umas duas horas e meia com eles e depois fui para minha casa. Foi isso que aconteceu. Não vejo problema nenhum, porque tenho amigos lá", explicou o atacante.

Kléber admitiu que chegou a vestir uniforme e entrar em campo durante o campeonato, mas nega que tenha se esforçado. "Pediram para eu brincar um pouco, mas não foi nada sério, eu nem corri. Foi mais um negócio para estar presente mesmo, prestigiar o campeonato deles. Não teve esforço nenhum, todos sabiam e eu já tinha falado que ia para incentivar, não ia me esforçar."

Além do evento da torcida palmeirense, Kléber falou que foi à festa de aniversário do atacante corintiano Ronaldo, no domingo, e que considera normal ter amigos em outros clubes. "Também teve uma festa do Corinthians que eu estive presente. Não vejo problema nenhum ter amigos em outros clubes, em outras entidades de outros times. Não vai mudar em nada minha relação com o Cruzeiro", comentou.

O atacante cruzeirense ressaltou ainda que a rivalidade do Cruzeiro é com o Atlético Mineiro e prometeu aos torcedores palmeirenses que irá marcar dois gols na partida da próxima quarta-feira.

"Para mim, a maior rivalidade é Cruzeiro e Atlético-MG, Palmeiras e Corinthians", disse Kléber. "Não teve aposta, só falei que vou fazer dois gols e vamos ganhar o jogo. Disse que não adianta pedir para tirar o pé que a gente precisa ganhar e vai ganhar", completou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.