Kléber avisa que não pretende mudar estilo de jogo

'Futebol é esporte de contato, não é balé', afirma o atacante palmeirense, que foi absolvido segunda pelo STJD

AE, Agencia Estado

21 de outubro de 2008 | 15h08

Apontado por Vanderlei Luxemburgo como o destaque do Palmeiras no empate em 2 a 2 com o São Paulo, no último domingo, por seu estilo guerreiro em campo, o atacante Kléber voltou a dizer que não vai se intimidar com os que o acusam de ser um jogador violento. Veja também:Kléber é absolvido no STJD e defende o Palmeiras no sábadoMustafá Contursi nega desvio de dinheiro no Palmeiras Vote: quem vai levar o título do Brasileirão?  Brasileirão Série A - Classificação Dê seu palpite no Bolão Vip do LimãoNo clássico, os são-paulinos André Dias e Jean chegaram a cair após divididas com Kléber, levando a mão à boca como se tivessem sido atingidos pelo cotovelo do palmeirense. Nos dois lances, o árbitro Salvio Spínola Fagundes Filho nada marcou."Não posso mudar meu estilo de jogo. Não posso amarrar meus braços na hora de correr ou pular para cabecear a bola", disse o camisa 30 do Palmeiras. "Futebol é um esporte de contato, não é balé", justifica. O jogador escapou pela quinta vez neste Brasileirão de ser punido pelo STJD. Kleber foi julgado na segunda-feira por uma suposta cotovelada que teria dado no zagueiro Asprilla, do Figueirense, no último dia 8. Durante a competição, o atacante do Palmeiras já esteve no STJD pelas expulsões diante de Atlético Paranaense, Náutico e Goiás, sendo que foi julgado duas vezes pela exclusão neste último jogo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.