Kléber diz que a sorte não está do lado do Palmeiras

O atacante Kléber, do Palmeiras, disse que a sorte não está do lado da equipe alviverde, que empatou neste domingo, por 1 a 1, com o Avaí, em Florianópolis, pela 24.ª rodada do Campeonato Brasileiro. "Lutamos, mas a falta de sorte é grande. Falta muita coisa para o time, mas isso (a falta de sorte) também está nos dificultando. No gol do Avaí, a bola bateu no Henrique e encobriu o Marcos", afirmou, referindo-se ao gol do time da casa logo aos 5 minutos de jogo. Batista chutou da esquerda, o zagueiro Henrique tentou cortar, só que a bola bateu no pé dele e encobriu o goleiro palmeirense.

AE, Agência Estado

18 de setembro de 2011 | 19h36

Kléber também disse que a pressão da torcida, que havia protestado contra o time após a derrota para o Internacional, por 3 a 0, na 23.ª rodada da competição, e voltou a vaiar jogadores neste domingo, é decorrente da ausência de títulos. "Torcedores estão insatisfeitos mesmo. Faz muito tempo que não ganhamos um título. Quem chega no clube carrega isso".

O zagueiro Henrique exaltou a postura dos jogadores do Palmeiras na partida em Florianópolis. Segundo ele, a equipe deve se portar da mesma forma nos próximos jogos. "Buscamos até o fim a vitória mesmo com dois jogadores a menos. Isso que vale. Temos de ter essa atitude daqui em diante." O volante Marcos Assunção, que jogou bem, deixou o campo vaiado pela torcida palmeirense. "Pela posição do time (na tabela), alguém tem de ser culpado. Faz parte", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.