Ernesto Rodrigues/AE
Ernesto Rodrigues/AE

Kléber é blindado no Palmeiras

Após ficha da Gaviões ser divulgada, atacante do Palmeiras ficou irritado

Daniel Akstein Batista, O Estado de S. Paulo

23 de agosto de 2011 | 20h35

SÃO PAULO - Kleber ficou surpreso - e irritado - quando soube que a Gaviões da Fiel divulgou que ele fazia parte do quadro de sócios da torcida organizada corintiana, ficha datada de 10 anos atrás. Até domingo, dia do clássico entre Palmeiras e Corinthians, em Presidente Prudente, o jogador não deve se pronunciar. A ordem no clube é blindá-lo para evitar novas polêmicas.

O atacante nem foi para campo no treino, nesta terça-feira, ficando na academia para reforço muscular. A preocupação em não alimentar a polêmica é tamanha que Kleber não deve abrir a boca até mesmo na partida de quinta, contra o Vasco, pela Copa Sul-Americana, no Pacaembu.

Fora dos jogos, o Gladiador já não dava entrevistas faz tempo. Tudo por causa de seu jejum de gols, que já chegou a dez partidas - a última vez que ele balançou as redes foi em 19 de junho, contra o Avaí.

O presidente Arnaldo Tirone também prefere esquecer o assunto. "Há dez anos atrás eu nem era casado", comparou as situações. "Isso não tem nada a ver e nem vai prejudicá-lo", garantiu o cartola.

Já o vice Roberto Frizzo tem dúvidas sobre a validade documento, de 23 de novembro de 2001. "É estranho aparecer isso justo na semana do clássico e nem sabemos se é verdade."

O fato de Kleber ser corintiano na infância já havia sido levantado anteriormente. O que mais chamou a atenção nesse caso é que, na época em que ele teria se filiado à Gaviões, já jogava nas categorias de base do São Paulo. Mas, ao tentar desestabilizar o atacante a poucos dias do clássico, a torcida corintiana pode conseguir um efeito contrário.

Para seus companheiros, Kleber deve se motivar ainda mais com o fato noticiado e fará de tudo para anotar um gol domingo. "Tem muito jogador que torce para outro time, mas tem de honrar o clube em que está", falou Cicinho. "Também deve ter algum palmeirense lá no Corinthians", brincou o lateral.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.