Kléber e Léo podem atuar juntos no Santos

A vinda do lateral-esquerdo Léo para o Santos não depende da saída do atual titular, Kléber. O presidente do clube, Marcelo Teixeira, ressaltou neste domingo que os dois ainda negociam o futuro e podem atuar juntos na equipe paulista. O caso de Kléber é o mais complicado. Ele quer jogar no exterior e depende da venda de seus direitos a um grupo de empresários, mas não tem ofertas de times de fora do Brasil. Por isso, pode ser repassado ao Internacional ou até mesmo ser vendido e permanecer no Santos. Enquanto sua negociação com o time gaúcho não for resolvida, ele continuará jogando normalmente no Santos.Para Teixeira, a negociação acontece por vontade do próprio lateral. "O Kléber destoa, já está há um bom tempo no clube, temos de respeitar o profissional. O jogador nos procurou no fim do ano para ser negociado para jogar no exterior. Ele é uma exceção [de seleção brasileira] que joga no Santos", explica.Já a vinda de Léo depende apenas de acerto entre o Santos e próprio jogador. Estão sendo discutidos salários e bonificações, já que não será preciso pagar nada ao Benfica, ex-clube do lateral-esquerdo, para contratá-lo. "Seria um retorno muito esperado. Não há definição ainda, existem tratativas em andamento e nas próximas horas podemos ter alguma novidade", resume o presidente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.