Kléber Pereira vai para a reserva no Santos

Em má fase, atacante perde a vaga para Lima; técnico Cuca exige vitória contra o Botafogo no domingo

Sanches Filho, O Estado de S. Paulo

11 de julho de 2008 | 20h24

Com o colete vermelho dos reservas, o atacante Kléber Pereira marcou o único gol do coletivo do Santos na tarde desta sexta-feira, no CT Rei Pelé. Mas nem assim conseguiu mudar a opinião do técnico Cuca. "Lima joga", respondeu secamente o técnico, ao ser perguntado sobre qual seria a formação do ataque para o jogo contra o Botafogo, neste domingo, na Vila Belmiro. Depois, Cuca ele explicou que o artilheiro vai para o banco porque não atravessa um bom momento, ao contrário de Lima, que vem treinando bem. Mas o técnico fez uma ressalva: Kléber Pereira tem chance de entrar durante a partida e se tornar o dono do jogo, e não está perdendo o lugar no time apenas por ter se colocado mal no lance do gol do Grêmio - ele bobeou na marcação de Rodrigo Mendes. A defesa também está tirando o sono de Cuca. Com a saída de Rodrigo Souto, ele perdeu o jogador que vinha dando equilíbrio ao setor, atuando como líbero, e fazendo com que a bola saísse para o ataque com melhor qualidade. "No coletivo treinei todas as formações possíveis e confesso que não gostei. Por isso, ainda não decidi quem joga." Na primeira formação, com Vinicius (revelado pelo clube), Fabão e Marcelo, faltou coordenação e, além do gol de Kléber Pereira, o ataque reserva explorou a marcação em linha e surgiu com perigo inúmeras vezes diante de Fábio Costa. Depois, Cuca trocou Vinicius pelo volante Roberto Brum, que se destacou por ter feito seguidas faltas em Molina. E a última tentativa foi com Fabão e Marcelo. A tendência é que seja mantido o time do primeiro tempo contra o Grêmio, com Roberto Brum no lugar de Rodrigo Souto e Lima no de Kléber Pereira. Michael não treinou nesta sexta por causa de dores no pé direito - Carleto foi o seu substituto -, mas será o lateral-esquerdo contra o Botafogo, e Kléber continuará na armação. "Gostei do rendimento de Roberto Brum na segunda parte do coletivo, mas ele é volante e não líbero. Por isso, pedi para a zaga procurar jogar da maneira mais simples possível. Treinamos com uma linha de quatro, com Kléber voltando à lateral-esquerda e com três zagueiros, uma formação que não me agradou", analisou o técnico, sinalizando que vai mesmo optar por dois zagueiros. Fabiano Eller fez exercícios físicos separadamente, ao lado de Rodrigo Souto, Rodrigo Tabata e Patrik, e só terá chance de estrear contra o Figueirense, em Florianópolis, no meio da próxima semana, ou diante do Sport, na Vila Belmiro, no outro domingo, dia 20.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.