Ernesto Rodrigues/AE - 13/07/2011
Ernesto Rodrigues/AE - 13/07/2011

Kléber volta contra o Avaí e promete mudança de postura no Palmeiras

Atacante pede mais dedicação aos companheiros de elenco na disputa do Brasileiro

AE, Agência Estado

15 de setembro de 2011 | 17h50

Kléber fez uma autocrítica nesta quinta-feira. Sem jogar há três rodadas, o atacante do Palmeiras revelou ter aproveitado o tempo afastado dos gramados, por conta de lesão e suspensão, para repensar sua motivação no clube e prometeu uma mudança de postura a partir do jogo contra o Avaí, domingo, em Florianópolis.

"Estava pensando em casa e tenho certeza que chegou a hora de mudar. O Kléber vai ser um jogador diferente do que vinha sendo. Chegou a hora de se doar mais", afirmou o atacante, que cobrou uma mudança geral na postura do grupo. "Precisamos ter um espírito diferente. Às vezes faltam poucas coisas, que é desatenção, às vezes um pouco de tesão", comentou.

Para Kléber, os jogadores precisam mostrar maior dedicação em campo. "[Falta] Aquele espírito de ganhar uma bola, de dividir forte sem ser desleal, de dar um carrinho a mais. Às vezes a gente fica chateado com algumas coisas e esquece de outras que são muito maiores. A gente esquece do clube, que é maior do que todos nós. Esquece do torcedor", afirmou, em tom de desabafo.

"Precisamos pensar mais no Palmeiras, na torcida e também em nós mesmos, nas nossas famílias, no que a gente quer para a nossa carreira. Precisamos parar de reclamar, parar com algumas picuinhas, com coisas pequenas que ficamos levando e guardando. Isso prejudica, por isso vamos esquecer e pensar mais no Palmeiras", cobrou.

Kléber revelou que decidiu mudar sua postura em campo depois de uma reunião com a diretoria. "A conversa foi muito boa para a gente expor algumas coisas. O presidente e a diretoria também colocaram alguns pontos do que eles têm visto de fora. Posso dizer que a diretoria tem se esforçado muito para nos ajudar. Até por isso precisamos dar o nosso melhor", declarou.

Na avaliação do atacante, o Palmeiras precisa imprimir uma sequência de vitórias para pelo menos se manter na briga pela vaga na Libertadores. "Não podemos deixar escapar até mesmo a chance de disputar a Libertadores. Vamos dar um gás nessas 15 rodadas que faltam e colocar o coração na ponta da chuteira, comer grama e jogar com amor e inteligência. Queremos subir na tabela e para isso vamos tentar dar uma arrancada já a partir desse domingo", alertou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasKléber

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.