Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Kleina admite que ainda quer mais um lateral-direito

Jogador faria concorrência a Wendel, que é o titular do Palmeiras

Daniel Batista, Agência Estado

07 de fevereiro de 2014 | 15h36

SÃO PAULO - O técnico Gilson Kleina admitiu nesta sexta-feira que ainda aguarda por reforços no Palmeiras. O treinador, que já ganhou quase uma dezena de jogadores para o Paulistão, ainda quer um lateral-direito para fazer concorrência a Wendel. Luis Felipe treina em separado até o fim do contrato, em março.

"Precisamos de um lateral-direito. Gosto de ter dois ou três jogadores por posição e que o segundo ou terceiro seja da base. Seria a oportunidade do Bruno Oliveira, mas ele sofreu uma lesão séria. O Wendel está nos melhores momentos de sua carreira. É um profissional exemplar, mas o Wendel pode sofrer lesão ou receber cartão, por isso improvisamos o Serginho. Estamos estudando a contratação de um jogador para a posição", admitiu Kleina, nesta sexta-feira.

Apesar das especulações, o treinador garante que não cobra da diretoria a contratação de um zagueiro para suprir a saída de Henrique, que foi para o Napoli. "Tem o Victorino para estrear, o Tiago Alves está retornando de lesão e vou pedir para subir o Gabriel Dias, da Copinha. Estou conversando bastante com o Wellington para ele manter o ritmo e se desenvolver para se firmar", explicou.

Diante do XV de Piracicaba, na quarta-feira, Kleina escalou a zaga com Lúcio e Wellington, jovem que veio do time B e disputou a Série B do ano passado emprestado ao ASA. Gabriel Alves só deve subir depois de 17 de fevereiro, quando os garotos que disputaram a competição a Copa São Paulo voltam de férias.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasCampeonato Paulista

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.