Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Kleina elogia time, mas cobra evolução do Palmeiras

Técnico gostou da reação da equipe na vitória por 2 a 0 contra o América-RN, mas volta a cobrar evolução na Série B

Daniel Batista, Agência Estado

12 de junho de 2013 | 11h44

CEARÁ-MIRIM - Depois de ver o Palmeiras vencer o América-RN por 2 a 0, na noite da última terça-feira, em Ceará-Mirim, pela Série B do Campeonato Brasileiro, o técnico Gilson Kleina elogiou a boa reação exibida pelo time, que no último sábado caiu por 1 a 0 diante do Sport, em Recife. O treinador, porém, voltou a cobrar evolução da equipe na continuidade da competição, após a pausa que a mesma terá por causa da disputa da Copa das Confederações.

"Havíamos feito um jogo muito bom contra o Sport, mas a derrota nos prejudicou. Hoje (terça-feira), saímos de campo com um padrão. Alguns detalhes ainda precisam ser definidos, mas a vitória foi importante", disse o treinador, para depois lembrar que será importante fazer valer o fator campo na Série B, sendo que o time poderá voltar a jogar no Pacaembu a partir do dia 12 de julho, contra o ABC.

"Uma coisa que estou pregando sempre é que mantenhamos o foco de vencer em casa. Quando voltarmos ao Pacaembu vamos estar mais mobilizados do que nunca. A logística ajuda e faz diferença ter que se deslocar para jogar. E o período entre um jogo e outro, entre sábado e terça, é curto e estamos passando por muitas viagens cansativas", completou o comandante, que na volta da Série B após a Copa das Confederações dirigirá o time no dia 6 de julho, contra o Oeste, em confronto que deverá ocorrer em Itu - existe a chance de o clube mandar o duelo em outro local.

Já ao comentar mais especificamente a atuação exibida diante do América-RN, Kleina destacou que a equipe "foi segura e consistente". "No primeiro tempo, jogamos mais em velocidade. Tivemos chances para fazer um placar um pouco melhor. É claro que algumas alterações deixaram o América mais ofensivo e também lidamos com a queda de alguns dos nossos atletas. Isso é normal. Depois da chuva no sábado (no jogo contra o Sport), eles ficaram gripados. Começamos a crescer no jogo e conseguimos o segundo gol no finalzinho", analisou.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSérie BPalmeirasGilson Kleina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.