Kleina exalta Palmeiras 'consistente' após goleada

Treinador elogia postura do time, que encara com seriedade todos os confrontos da segunda divisão

AE, Agência Estado

13 de julho de 2013 | 11h34

SÃO PAULO - Gilson Kleina não esconde a satisfação com o bom momento vivido pelo Palmeiras na Série B. Com duas goleadas seguidas, o técnico acredita que o time finalmente está se "encaixando", mais "consistente", dando os primeiros frutos após meses de "trabalho árduo" e críticas no comando do Palmeiras.

"Estamos colhendo o fruto de um trabalho árduo. Desde que chegamos tivemos muitas situações adversas, problemas de transição de um ano para outro, de competição para outra. Estamos encaixando. Temos agora jogadores importantes tendo sequência. Tivemos momentos que não agradamos, por toda esta turbulência e irregularidade, mas, aos pouquinhos, fomos tendo um jogo consistente", analisa o treinador.

Kleina atribui parte do sucesso palmeirense à postura do time, que encara com seriedade todos os confrontos da segunda divisão. "O que chama atenção neste nosso grupo é a seriedade. Em momento algum enfrentamos o ABC como o lanterna. A seriedade foi a mesma de enfrentar o primeiro ou o segundo colocado", afirma.

O técnico também exalta o apoio da torcida nos últimos jogos, nos quais o Palmeiras marcou 8 gols. "Não resta dúvida de que o apoio do torcedor é de grande valia. Jogar com esta torcida nos empurrando é uma força descomunal. Prova disso foi na Libertadores. Quando dá esta liga, a gente tem condições de fazer um grande campeonato. Esta volta ao Pacaembu cria força, identidade. A cada jogo o estádio ficará mais cheio", diz.

Para as próximas rodadas, o técnico palmeirense avisa que ainda não deverá contar com os reforços Eguren, Alan Kardec e Felipe Menezes. "O Eguren precisa de 15 dias só de papelada. Conversamos com ele, que vai fazer jogos-treino. Alan e Felipe pediram um tempo maior de lapidação, de preparação mais forte", explica.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasKleinaSérie B

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.