Kleina exibe preocupação com velocidade do Atlético-PR

O técnico Gilson Kleina definiu que o caminho para o Palmeiras eliminar o Atlético-PR na Copa do Brasil é conter a velocidade da equipe rubro-negra. A boa atuação do adversário desta quarta-feira, em Curitiba, na vitória diante do Botafogo, no último domingo, pelo Campeonato Brasileiro, deixou o treinador ainda mais em alerta.

CIRO CAMPOS, Agência Estado

27 de agosto de 2013 | 11h57

"Eles são uma equipe muito rápida, que faz uma pressão muito forte e fez isso contra o Botafogo. Temos que ter muita atitude e mobilização para conter isso", explicou o comandante, em entrevista coletiva. "Eles vão chegar com muita moral e confiança depois da vitória de domingo (2 a 0). Será preciso termos cuidado", completou.

O resultado colocou a equipe paranaense no G-4 do Brasileirão e veio com grande atuação da dupla de ataque Delatorre e Ederson, que marcou os dois gols e assumiu a artilharia da competição com dez gols, juntamente com Willian, da Ponte Preta.

Nesta terça-feira pela manhã, o Palmeiras fez o último treino antes de viajar para Curitiba. A atividade foi apenas em campo reduzido e não deu pistas de como será a postura da equipe. No dia anterior, Kleina preferiu fechar o treino e contou que testou duas estratégias para conter o Atlético-PR. Porém não deu detalhes. "Vamos escolher a forma de jogar assim que sabermos como o adversário vai atuar", afirmou.

Depois de vencer o duelo de ida das oitavas de final por 1 a 0, na semana passada, o Palmeiras deve ir a campo nesta quarta-feira com a seguinte formação titular: Fernando Prass; Luis Felipe, Vilson, Henrique e Juninho; Márcio Araújo, Charles, Wesley e Mendieta; Leandro e Alan Kardec.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.