JF Diório/Estadão
JF Diório/Estadão

Kleina não quer que derrota para Sporting Cristal crie desconfiança

Treinador do Palmeiras avisa que não se pode desprezar tudo que foi feito antes

AE, Agência Estado

18 de abril de 2013 | 22h33

LIMA - A preocupação do técnico Gilson Kleina é não transformar a derrota para o Sporting Cristal, no Peru, pela Copa Libertadores, em motivo de preocupação ou desconfiança de sua equipe. O treinador do Palmeiras passou a maior parte da entrevista coletiva concedida nesta quinta-feira lembrando dos feitos de sua equipe antes da partida. "A gente se classificou com esse sistema e jogadores. Não podemos desprezar tudo que foi feito antes. Tivemos dificuldades, mas nosso elenco está fortalecido com o que fizemos anteriormente", destacou o treinador.

A confiança de Gilson Kleina se dá pelo fato de que para as oitavas de final ele vai ganhar alguns reforços. Além de o meia chileno Valdivia e o atacante Kleber voltarem de lesão e o volante Wesley de suspensão, ainda o clube alviverde pode inscrever o zagueiro André Luiz e o meia Rondinelly e ainda tentar mais uma contratação.

A única preocupação de Gilson Kleina é fazer o time manter a postura como visitante. "Temos de aprender a jogar fora de casa, onde o ímpeto do adversário é sempre maior", destacou. Um dos poucos jogadores que admitiu displicência foi Ayrton. "Independente do adversário, temos de entrar com seriedade. Faltou vontade hoje (quinta)".

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa LibertadoresPalmeiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.