Epitácio Pessoa/Estadão
Epitácio Pessoa/Estadão

Kleina ressalta vitória e projeta jogo mais aberto no Pacaembu

Treinador minimiza má atuação e espera classificação sem sustos

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

13 de março de 2014 | 04h59

SÃO PAULO - A magra vitória por 1 a 0 do Palmeiras sobre o Vilhena não foi tão comemorada pelos jogadores do time alviverde, que gostariam de ter feito pelo menos mais um gol para evitar o jogo de volta. Já o técnico Gilson Kleina adota discurso contrário e comemora o resultado positivo.

"Temos que exaltar a Vitória. Pelas circunstâncias, temos que fazer uma análise bem fria e tranquila. Nosso primeiro objetivo é a classificação, mas encontramos uma equipe que se fechou bastante. Tivemos dificuldades na armação do jogo e não conseguimos trabalhar a bola", analisou o treinador.

Kleina aposta que a partida de volta, dia 10 de abril, no Pacaembu, será diferente. "Estamos levando uma vantagem inteligente. Vamos trabalhar o segundo jogo de outra maneira. Em São Paulo será outra situação", destacou, lembrando que além de poder jogar pelo empate, o adversário terá que sair mais para o ataque.

O Palmeiras volta a campo neste sábado, para enfrentar a Ponte Preta, no Pacaembu. A tendência é que a equipe atue apenas com reservas.

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasFutebolCopa do Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.