Divulgação
Divulgação

Kleina testa Alan Kardec e Mendieta entre os titulares

Treinador testou o Palmeiras com três atacantes antes de voltar para o 4-4-2 com entrada de meia

DANIEL BATISTA, Agência Estado

18 de julho de 2013 | 18h13

SÃO PAULO - O técnico Gilson Kleina comandou um treinamento coletivo na tarde desta quinta-feira, na Academia de Futebol do Palmeiras, para definir o time que enfrenta o Figueirense, sábado, às 16h20, no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis. Com a ausência do volante Márcio Araújo, liberado para viajar ao Rio e acompanhar seu julgamento no STJD pela expulsão contra o Sport, o treinador aproveitou para fazer testes com o atacante Alan Kardec e o meia Mendieta, ambos recém-contratados.

Alan Kardec começou no time titular e fez a formação virar um 4-3-3, com Fernando Prass; Luis Felipe, André Luiz, Vilson e Juninho; Charles, Wesley e Valdivia; Leandro, Vinícius e Alan Kardec. Durante a atividade, o treinador resolveu colocar Mendieta no lugar do atacante, recompondo o 4-4-2. Além de Márcio Araújo, a escalação palmeirense contou com a ausência do zagueiro Henrique, que irá cumprir suspensão e dá seu lugar para Vilson, recuperado de contusão.

O treino coletivo ficou marcado pelas jogadas duras e muita disputa pela bola. Em um lance, o meia Ronny e o volante Wesley chegaram a discutir, mas logo foram contidos - minutos depois, eles se cumprimentaram e deram sequência ao treinamento.

A tendência é que Gilson Kleina tenha apenas aproveitado para fazer testes, já que Márcio Araújo deve ser o titular no sábado. Além de Alan Kardec, outro que pode fazer a estreia contra o Figueirense é o meia Felipe Menezes. Os dois estão liberados fisicamente para jogar e dependem apenas da aprovação do treinador, que vai divulgar a lista dos atletas que viajam nesta sexta-feira, após o treino que será realizado na Academia de Futebol a partir das 10h30.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasGilson Kleina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.