Kleina torce para elenco não saber resultado do Bahia

Com o resultado das últimas rodadas, o Palmeiras não depende mais de suas forças para se manter na Série A do Campeonato Brasileiro. Se vencer o Flamengo, no domingo, em Volta Redonda, precisa torcer para que Bahia ou Portuguesa não vençam Ponte Preta e Grêmio, respectivamente. Por isso, o técnico Gilson Kleina torce para que os jogadores não fiquem sabendo do resultado dos outros jogos durante a partida, para não atrapalhar ainda mais a concentração dos atletas.

DANIEL BATISTA, Agência Estado

16 de novembro de 2012 | 20h53

Só o Bahia joga no mesmo horário que o Palmeiras. A Portuguesa vai atuar apenas às 19h30. "A gente consegue tirar a comunicação em nossos jogos, mas não sei como vai ser lá. Talvez o anúncio de um gol em outro jogo pode mexer com a equipe, mas temos de jogar pela história do clube, tradição e dignidade. Não podemos deixar essas coisas atrapalharem", disse o treinador.

Kleina trabalhou bastante com o fator psicológico ao longo da semana e se apegou ao fato do Palmeiras ainda ter uma pequena chance de permanecer na Série A. "Se temos 1%, vamos acreditar. Isso que eu passo para os jogadores. Nós temos que entrar em campo preocupados só em fazer a nossa parte".

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasKleina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.