Kleina vê personalidade de Mazinho e aprova retorno

Destaque da vitória por 2 a 1 de virada sobre o Linense, no último sábado, no Pacaembu, o meia Mazinho não deixou o estádio sendo aplaudido apenas pelos torcedores do Palmeiras. O técnico Gilson Kleina também fez questão de encher a bola do jogador, que, segundo ele, voltou com mais personalidade do empréstimo ao Vissel Kobe, do Japão.

DANIEL BATISTA, Agência Estado

20 de janeiro de 2014 | 15h29

"Espero que ele cresça ainda, porque desde o primeiro treino mostrou diferença na parte física e técnica e o dinamismo dele é muito bom. Ele conseguiu adquirir isso no Japão, e não só pelo gol marcado, mas o segundo tempo dele foi brilhante. Ele teve personalidade", analisou o treinador, prevendo que terá "dor de cabeça" para montar o time.

"Ele foi fundamental pelo gol e movimentação e espero que mantenha o ritmo para termos um jogador de qualidade a mais no elenco", projetou. A briga no meio-campo promete ser a mais acirrada da equipe. Além de Mazinho, fazem parte do elenco Valdivia, Mendieta, Patrick Vieira, Serginho, Felipe Menezes, Marquinhos Gabriel e, muito provavelmente, Bruno César.

O destaque da vitória sobre o Linense admite que sua passagem pelo futebol japonês deve ajudá-lo no Palmeiras, por ter voltado mais experiente ao País. "Foi uma bela experiência no Japão. Estou tentando colocar em prática tudo o que eu aprendi lá, como marcar mais por exemplo. É isso o que eu estou trazendo", explicou o jogador, que deve ser mantido como titular na partida contra o Comercial, quinta-feira, em Ribeirão Preto.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasGilson KleinaMazinho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.