Klinsmann nega que dexará seleção alemã

O técnico Juergen Klinsmann negou, neste domingo, que vai deixar o comando da seleção alemã. O treinador, que contrariou esportistas de seu país por insistir em continuar morando na Califórnia (EUA), disse que vai se encontrar com dirigentes da federação local, nesta terça-feira, em Frankfurt, para esclarecer o que considerou um mal-entendido. A entrevista foi concedida para uma emissora de televisão neste domingo, no intervalo do jogo Bayer Leverkusen 1 x 1 Stuttgart.

Agencia Estado,

23 de outubro de 2005 | 18h43

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.