Klinsmann pede que americanos só voltem para os EUA após a final

EUA enfrentam a Bélgica na segunda rodada da Copa do Mundo nesta terça-feira, 1, depois de se classificarem em um grupo difícil

Reuters

29 de junho de 2014 | 13h22

O técnico da seleção dos Estados Unidos, Juergen Klinsmann, disse aos seus jogadores que peçam a suas famílias para mudar seus voos de retorno do Brasil para depois da final da Copa do Mundo.

Os EUA enfrentam a Bélgica na segunda rodada da Copa do Mundo nesta terça-feira, 1, depois de se classificarem em um grupo difícil, na frente das seleções de Portugal e Gana.

O zagueiro Omar Gonzalez disse que a avaliação otimista de Klinsmann quanto às chances da classificação de sua equipe para as próximas etapas do torneio o levou até a incentivar uma mudança de planos de viagem.

"Juergen tem sido muito positivo. Ele tem pedido, tem dito a nossas famílias para que mudemos nossos voos para os dias 14 ou 15 de julho, porque estaremos aqui até o final", afirmou o jogador.

"Isso mostra o quanto ele está pensando positivo, o quanto ele acredita na equipe, e isso obviamente passa para todos nós. Isso significa que estamos tão confiantes quanto ele, e que todos nós acreditamos nessa equipe. Nosso plano é continuar aqui por mais algumas semanas", acrescentou Gonzalez.

Klinsmann foi criticado pela imprensa norte-americana antes do torneio por dizer que "não era realista" falar sobre um possível título dos EUA na Copa do Mundo.

Mas agora sua equipe está repetindo o mantra de que no mata-mata tudo é possível se os americanos se prepararem bem e jogarem todo o seu potencial.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa 2014KlinsmannEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.