Klinsmann pede reforços de peso para o Bayern

O técnico Juergen Klinsmann afirmou nesta quarta-feira que o Bayern de Munique precisará de dois ou três reforços de peso para disputar a próxima edição da Liga dos Campeões. "Estamos trabalhando nisso, porque será necessário", afirmou o treinador nesta quarta-feira, um dia após a eliminação de sua equipe, com o empate por 1 a 1 em casa diante do Barcelona.

AE-AP, Agencia Estado

15 de abril de 2009 | 11h45

No jogo desta terça, o único atacante disponível no elenco era o italiano Luca Toni, já que Miroslav Klose, Lukas Podolski e Thomas Mueller estavam contundidos. Antes de pensar em reforços, no entanto, o time ainda se preocupa com o equilibrado Campeonato Alemão: está em segundo lugar, com 51 pontos, a três do líder Wolfsburg, empatado com o Hamburgo e só dois pontos à frente do Hertha Berlim - apenas os três primeiros vão para a Liga dos Campeões.

O presidente do clube, Franz Beckenbauer, disse que a prioridade não é o título, mas ficar entre os três melhores. "Não quero voltar a Braga", reclamou, citando um dos adversários da equipe na última temporada, quando foi obrigada a disputar a Copa da Uefa, depois de ficar em quarto lugar no Alemão de 2007.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.