Ben Margot/AP
Ben Margot/AP

Klinsmann surpreende em lista final e corta Donovan nos Estados Unidos

Treinador da seleção americana resolveu descartar o armador, maior astro do futebol do país

AE, Agência Estado

22 de maio de 2014 | 19h33

CHICAGO - O técnico Jurgen Klinsmann tomou uma decisão muito arrojada ao fechar a lista dos Estados Unidos para a Copa do Mundo. O treinador alemão fez sete cortes em relação à convocação inicial de 30 nomes e cortou, entre outros, o meia Landon Donovan, para muitos o maior jogador de futebol dos EUA em todos os tempos, que já foi a três Mundiais.

A decisão surpreende porque Donovan tem apenas 32 anos e, em quase 150 jogos com a camisa dos Estados Unidos, só cinco vezes foi reserva. Desde que Klinsmann assumiu a seleção norte-americana, o meia-atacante não deixou de ser convocado nenhuma vez (exceto por lesão), sendo sempre titular absoluto. Sequer era substituído.

A idade não é desculpa para deixar Donovan fora da Copa. Afinal Brad Davis e Kyle Beckerman também têm 32 anos, enquanto Chris Wondolowski tem 31. Os três vão para a primeira Copa do Mundo, enquanto o capitão dos EUA disputaria seu quarto Mundial no Brasil. Tecnicamente, fica na lista de espera. Nesta sexta, o técnico concederá entrevista coletiva para explicar suas decisões.

Os demais cortes são de jogadores menos expressivos. Ficam fora da Copa os zagueiros Brad Evans (Seattle Sounders FC), Clarence Goodson (San Jose Earthquakes) e Michael Parkhurst (Columbus Crew), os meias Joe Corona (Club Tijuana-MEX) e Maurice Edu (Philadelphia Union) e o atacante Terrence Boyd (Rapid Viena-AUT).

O carioca Benny Feilhaber já havia ficado fora da lista inicial de 30 jogadores. Desde a Copa do Mundo da África do Sul, quando foi reserva, o brasileiro foi convocado poucas vezes, sempre para amistosos. Neste ano, chegou a jogar contra a Coreia do Sul, num jogo que reuniu apenas atletas que atuavam nos dois países.

Por outro lado, Klinsmann chamou outro meia de dupla nacionalidade: o garoto Julian Green, que até o início do ano não havia decidido se queria defender Estados Unidos ou Alemanha. Revelação do Bayern de Munique, o jovem de 18 anos acabou convencido por Klinsmann, que não o deixou de fora da lista final de 23. Dos 23 convocados, 12 atuam na Europa, com destaque para o goleiro Tim Howard, do Everton, e o atacante Jozy Altidore, do Sunderland.

Confira a lista final de convocados pelos EUA:

GOLEIROS - Brad Guzan (Aston Villa-ING), Tim Howard (Everton-ING) e Nick Rimando (Real Salt Lake);

DEFENSORES - DaMarcus Beasley (Puebla-MEX), Matt Besler (Sporting Kansas City), John Brooks (Hertha Berlin-ALE), Geoff Cameron (Stoke City-ING), Timmy Chandler (Nuremberg-ALE), Omar Gonzalez (Los Angeles Galaxy), Fabian Johnson (Borussia Mönchengladbach-ALE) e DeAndre Yedlin (Seattle Sounders);

MEIO-CAMPISTAS - Kyle Beckerman (Real Salt Lake), Alejandro Bedoya (Nantes-FRA), Michael Bradley (Toronto FC), Brad Davis (Houston Dynamo), Mix Diskerud (Rosenborg-NOR), Julian Green (Bayern de Munique-ALE), Jermaine Jones (Besiktas-TUR) e Graham Zusi (Sporting Kansas City);

ATACANTES - Jozy Altidore (Sunderland-ING), Clint Dempsey (Seattle Sounders), Aron Johannsson (AZ Alkmaar-HOL) e Chris Wondolowski (San Jose Earthquakes).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.