Reuters
Reuters

Klopp admite que duelo entre Liverpool e City será decisivo: 'Jogo especial'

Apenas um ponto separa os dois times na tabela

O Estado de S.Paulo

28 de dezembro de 2016 | 11h04

Após evitar uma surpresa e golear o Stoke City por 4 a 1, na última terça-feira, o Liverpool segue firme na luta para vencer o Campeonato Inglês e agora se concentra em um complicado e aguardado desafio. Em 31 de dezembro, o time receberá o Manchester City, no Anfield Road, e o técnico Jurgen Klopp reconheceu que se trata de um "jogo grande".

Com uma impressionante sequência de 12 vitórias, o Chelsea lidera o Campeonato Inglês com 46 pontos, mas é perseguido pelo Liverpool e pelo Manchester City, que somam 40 e 39 pontos, respectivamente. Klopp celebrou o fato de o Liverpool ser mandante no importante duelo e destacou que a presença de Guardiola, treinador do City, no estádio para ver o jogo com o Stoke City mostrou que o rival também valoriza o duelo.

"Eu ouvi que Pep Guardiola estava no estádio hoje à noite. Não tenho certeza se ele assistiu a muitos jogos nas últimas semanas nos estádios dos adversários, então esse é o primeiro sinal de que é um jogo especial e já estamos ansiosos par ele. É um jogo difícil para ambas as equipes, mas emocionante e a melhor coisa é que será em Anfield. Estou realmente ansioso para isso. Eles são um time excepcionalmente bom e não estamos muito mal, por isso vai ser um jogo agradável", afirmou.

Questionado sobre a presença de Guardiola no Anfield Road na última terça, Klopp brincou e disse esperar que o treinador não tenha conseguido prestar muita atenção no confronto entre Liverpool e Stoke.

"Eu fiz isso muito no passado, mas obviamente não é muito fácil porque é mais tempo dando autógrafos do que assistindo o jogo. Talvez ele não tenha visto nada. Espero que não tivéssemos seguranças e Pep teve que dar muitos autógrafos. O jogo é em 31 de dezembro e tudo o que eu digo hoje à noite é que podemos vencê-lo", comentou o treinador do Liverpool.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.