Michael Regan/AP
Michael Regan/AP

Klopp foge de polêmica sobre infecção de Salah por covid-19 após ida a casamento

Atleta egípcio estava a serviço da sua seleção e acabou cortado dos jogos das Eliminatórias da Copa Africana de Nações

Redação, Estadão Conteúdo

20 de novembro de 2020 | 12h50

O técnico do Liverpool, Jürgen Klopp, não quis culpar publicamente Mohamed Salah por ter contraído a covid-19. O treinador afirmou que tratou o assunto internamente, após a presença do atacante egípcio no casamento de seu irmão no Cairo, antes de ser divulgado o teste positivo para o coronavírus há uma semana. Ele estava no país a serviço de sua seleção, mas acabou cortado dos compromissos pelas Eliminatórias da Copa Africana de Nações por ter sido diagnosticado com a doença.

Klopp também não quis dizer se Salah chegou a receber qualquer punição ou ação disciplinar pela presença na festa. "É apenas entre mim e ele", limitou-se a dizer. "O casamento de um irmão é um momento muito especial. Meu jogadores são disciplinados. Eles sabem da situação, mas nem sempre funciona", completou.

No entanto, o técnico alemão expressou sua posição pessoal sobre participar de festas de familiares e amigos durante a pandemia. Ele contou que a festa de aniversário de um amigo foi marcada para uma data específica durante o verão para que ele pudesse comparecer, mas preferiu não ir.

"Cinquenta pessoas compareceram e eu decidi no último minuto não ir", contou. "Aquela foi apenas uma festa de aniversário e era permitida na Alemanha na época. Estava lá fora, todas essas coisas, mas eu não fui".

Salah foi fotografado - em alguns momentos sem o rosto coberto - dançando entre dezenas de pessoas no casamento de seu irmão. Ele também participou de uma cerimônia organizada pelas autoridades esportivas do Egito. "Em outros países, em outras situações, há mais pressão social sobre você", avaliou Klopp.

Salah se isolou em um hotel do Cairo antes de fazer o mesmo em um resort às margens do Mar Vermelho, no Egito. A associação egípcia de futebol comunicou na última quarta-feira que ele havia testado positivo para o coronavírus pela segunda vez.

Klopp informou que Salah voltaria para a Inglaterra na sexta-feira e que o processo de retorno aos treinos começará assim que ele apresentar um teste negativo e estiver livre da doença.

O atacante certamente perderá o jogo do Liverpool contra o Leicester no próximo domingo, em Anfield, pela nona rodada do Campeonato Inglês. Na próxima semana, o atual campeão inglês joga contra a Atalanta, em duelo da quarta rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões.

"Ele está em uma boa condição, se sente bem e não sem sintomas, então está tudo bem", ressaltou Klopp. Na última terça-feira, Salah escreveu em suas redes sociais que estava "confiante de que voltarei a campo em breve".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.