Paul Ellis/AFP
Paul Ellis/AFP

Klopp pede Liverpool 'imprevisível' para eliminar o Atlético de Madrid

Técnico alemão afirma que time precisa surpreender equipe espanhola para avançar na Liga dos Campeões

Redação, Estadão Conteúdo

10 de março de 2020 | 16h08

O técnico Jurgen Klopp afirmou que o Liverpool terá de buscar alternativas em campo para tirar o Atlético de Madrid da zona de conforto na partida desta quarta-feira, em Anfield, pelo jogo de volta das oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa. Atual campeão, o time inglês perdeu o jogo de ida por 1 a 0, na Espanha, e tenta reverter em casa.

"Se você joga previsível, o Atlético defende pelos próximos seis meses sem descanso. Mas se você preparar situações em que não é tão fácil de defender, mais frequentemente você estará em situações em que poderá marcar o gol", explicou Klopp.

O alemão elogiou mais uma vez o trabalho do técnico Diego Simeone. Para Klopp, o Atlético de Madrid é um dos melhores times do mundo, bastante eficiente na proposta do treinador argentino de marcação forte e contra-ataque.

"No primeiro jogo, tivemos situações, boas situações, mas jogamos contra um time que provavelmente é o melhor do mundo na defesa. Eles marcaram um gol em que tiveram um pouco de sorte. O futebol é assim às vezes. Conseguir o 0 a 0 teria sido um resultado brilhante, mas não facilitaria neste jogo, porque ainda teríamos de ganhar. Enfrentar o Atlético é um dos maiores desafios do futebol. Eles vão lutar até o fim", afirmou Klopp.

O treinador comemorou o fato de ter os torcedores do Liverpool presentes em Anfield. Diversos jogos na Liga dos Campeões serão disputados com os portões fechados por causa da disseminação do coronavírus na Europa. A partida desta quarta-feira só não terá torcedores espanhóis no estádio.

"O fato de termos nossa torcida será uma vantagem, que eles não terão sua torcida será outra vantagem, e precisamos usá-la. Temos de produzir um desempenho excepcional em campo, em todos os setores, porque não é fácil jogar contra uma equipe que usa o contra-ataque. Está tudo claro", disse Klopp, que espera criar um ambiente de pressão para alguns jogadores do Atlético que ainda não tiveram chance de atuar na casa do Liverpool. "Mas muitos deles nunca jogaram em um estádio como o Anfield, em uma atmosfera que podemos criar, e isso é algo que queremos e espero usar."

Klopp também comentou sobre o avanço do coronavírus. Há uma semana, quando foi questionado sobre o tema, o treinador preferiu não se posicionar por entender que não tinha embasamento sobre o assunto e que estava sendo perguntando apenas por ser famoso. Desta vez, o alemão adotou discurso diferente.

"Semana passada eu disse que achava que não deveria ser perguntado sobre isso, mas é diferente e não é sobre mim como técnico, é sobre como ser humano. Eu acho que tem coisas mais importantes do que futebol e eu acredito que nós nos damos conta disso nestes momentos e o que precisamos é achar uma solução para isso. O que quer que seja decidido, nós respeitaremos", afirmou Klopp.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.