Klopp projeta 'revanche' do Borussia contra Olympique

Depois de dois anos, o Borussia Dortmund voltará a enfrentar o Olympique de Marselha na Liga dos Campeões da Europa nesta terça-feira, em casa. Na temporada 2011/2012, as equipes jogaram duas vezes pela fase de grupos e, na ocasião, o Olympique se deu melhor, com vitórias por 3 a 0, na França, e 3 a 2, na Alemanha. Por isso, o técnico do Borussia, Jürgen Klopp, não esconde o sentimento de revanche.

AE, Agência Estado

30 de setembro de 2013 | 16h13

"Como disse, não é possível comprar experiência. Você precisa conquistar isso e nós conquistamos a nossa. Dois anos atrás, jogamos um bom futebol e perdemos por uma margem surpreendentemente grande, especialmente em Marselha, e então perdemos aqui também. Sentimos sim um pouco de revanche no ar. Não muito, mas um pouco", comentou, nesta segunda.

Apesar do sentimento de revanche do treinador, ele não poderá comandar sua equipe do banco nesta terça, já que foi expulso diante do Napoli, na derrota por 2 a 1 na estreia do Borussia na Liga dos Campeões. Klopp, no entanto, minimizou sua importância à beira do gramado e fez questão de exaltar seu auxiliar, Zeljko Buvac.

"A suspensão por uma partida não é problema. O Mats (Hummels, zagueiro) disse hoje que não importa se estou sentado na fileira 1 ou 16, há a possibilidade de mudar a partida. Mas é muito mais problemático eu não poder estar no vestiário antes do jogo e no intervalo. Zeljko Buvac é o melhor técnico que conheço. Ele apenas não gosta do show que vem com o futebol. Por isso estou aqui", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.