Klose fala em futuro promissor da seleção alemã

O atacante Miroslav Klose repetiu o discurso do técnico Jürgen Klinsmann ao dizer que a seleção alemã foi longe na Copa do Mundo, mas foi mais adiante em sua análise. Para ele, a geração formada pela Alemanha neste Mundial ainda vai dar muitas alegrias nas próximas competições internacionais. ?Podemos ficar orgulhosos desta equipe, porque há muitos jogadores jovens?, disse. Klose, ainda artilheiro do Mundial, com 5 gols, diz que a seleção vai encarar com a mesma seriedade de uma final a disputa do terceiro lugar. ?Estamos determinados a ir o mais longe possível.?Para o atacante, bem marcado no jogo desta terça-feira e com nenhuma grande chance de gol, ?os dois times tiveram boas possibilidades de decidir o confronto, mas eles foram mais felizes e dou os parabéns para a Itália. Jogaram bem e marcaram dois bons gols.?Seu companheiro de frente, Podolski, de 21 anos, fez uma de suas melhores partidas. Rápido, conseguiu achar espaços na defesa adversária e teve pelo menos três chances de marcar para a Alemanha. Foi infeliz, no entanto, nas conclusões. ?É um jogador que terá uma longa história pela seleção?, garantiu o treinador alemão, que ainda não sabe se fica ou não no cargo após o Mundial. A juventude alemã se tornou um problema assim que o técnico divulgou a lista de 23 jogadores que disputaria o torneio. Além de Podolski, nomes como Schweinsteinger, Philipp Lahm e outros não foram bem recebidos pela imprensa. Acusaram-no de estar montando um time frágil, que poderia ser facilmente dominado por equipes mais experientes. O capitão Michael Ballack engrossou o coro, ao declarar a uma revista do país que ?a seleção era muito imatura?. Dias depois da entrevista de Ballack, Klinsmann alfinetou. ?Pensamos não só na atual competição, mas também no futuro do futebol da Alemanha. Estou há dois anos trabalhando com vários jovens porque acredito que eles ainda vão dar muitas alegrias a esse país?, garantia dias antes do início da Copa do Mundo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.