Koeman reconhece má fase do Valencia, mas diz que não sai

Técnico holandês ainda acredita na recuperação da equipe valenciana no Campeonato Espanhol

Efe

29 Janeiro 2008 | 17h31

O holandês Ronald Koeman, técnico do Valencia, reconheceu nesta terça-feira que a situação do clube é complicada, mas afirmou ter força para seguir adiante. Perguntado pela má fase da equipe - é o atual 11.º colocado, com 27 pontos -, e uma suposta saída do cargo caso o desempenho não melhorasse, o holandês mostrou certa insegurança, mas afirmou que não estava preocupado. "Algumas verdades são publicadas pela imprensa, mas também mentiras e tolices. Não entendo o que está ocorrendo aqui, de verdade", comentou.Para ele, o importante agora é conseguir bons resultados: "É o momento de vencer. Podemos falar de um projeto, mas no futebol também não há tanto tempo, e isso é normal. O objetivo é avançar na Copa do Rei (tem o Atlético de Madri como adversário) e conquistar vitórias no Campeonato Espanhol", afirmou Koeman.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.