Kolo e Yaya Touré seguem no País após morte de irmão

Apesar da morte do irmão caçula deles em circunstâncias desconhecidas, na quinta-feira, em Manchester, na Inglaterra, Kolo e Yaya Touré decidiram ficar com a seleção da Costa do Marfim que treina em Águas de Lindoia, no interior de São Paulo, e joga terça contra a Grécia pelo Grupo C da Copa. O zagueiro e o volante haviam sido liberados pela federação marfinense para voltar à Inglaterra, onde ambos moram.

AE, Agência Estado

20 de junho de 2014 | 18h58

A entidade anunciou nesta sexta, através de comunicado oficial, que Ibrahim Touré, de 28 anos, morreu na véspera. Ele também era jogador de futebol e atuava por um clube do Líbano. A entidade não revelou as causas do falecimento e não deu maiores informações sobre o ocorrido, mas a imprensa britânica disse que Ibrahim lutava há algum tempo contra um câncer.

O comunicado explicava apenas que os irmãos Touré foram informados do falecimento momentos depois da derrota da Costa do Marfim para a Colômbia por 2 a 1, quinta-feira, em Brasília.

Yaya, que acolhia Ibraim em sua casa em Manchester, não treinou nesta sexta-feira, mas foi ao gramado do hotel Oscar Inn. Já Kolo correu ao redor do gramado. O primeiro é titular absoluto e craque do time, enquanto o zagueiro hoje é reserva da seleção.

Com a derrota para a Colômbia, a Costa do Marfim estacionou nos três pontos no Grupo C da Copa. A equipe, no entanto, precisa apenas de uma vitória diante da Grécia, terça-feira, no Castelão, para avançar às oitavas de final sem depender de outros resultados.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa 2014futebolCosta do Marfim

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.