Edgar Su/Reuters
Edgar Su/Reuters

Kvyat é anunciado pela Ferrari e ganha chance como piloto de desenvolvimento

Piloto, de 23 anos, foi dispensado pela Red Bull e estava com seu futuro incerto

Estadão Conteúdo

10 Janeiro 2018 | 13h10

Daniil Kvyat fará parte da Fórmula 1 em 2018, ainda que fora do grid de largada. Sem correr desde o GP dos Estados Unidos de 2017, quando teve a sua saída da Toro Rosso selada, o piloto russo foi anunciado nesta quarta-feira pela Ferrari para ser piloto de desenvolvimento.

+ Fórmula 1 registra aumento de audiência na TV e nas redes sociais em 2017

Kvyat, de 23 anos, foi dispensado pela Red Bull e estava com seu futuro incerto, chegando a ser especulado como um candidato a assumir a vaga de titular disponível na Williams, a única indefinida entre as 20 do grid da Fórmula 1. Mas agora o russo foi confirmado como piloto de desenvolvimento da Ferrari, que tem o alemão Sebastian Vettel e o finlandês Kimi Raikkonen como seus titulares.

Com 72 provas disputadas, Kvyat, que ingresso na Red Bull como piloto de desenvolvimento, fez a sua estreia na Fórmula 1 em 2014 pela Toro Rosso, então se tornando o mais jovem piloto a pontuar na categoria, quando tinha 19 anos, com um nono lugar no GP da Austrália. E o russo se manteve em ascensão em 2015, quando competiu pela Red Bull, foi uma vez ao pódio e somou mais pontos do que o seu companheiro de equipe, o australiano Daniel Ricciardo.

No início da temporada 2016, ele até foi uma vez ao pódio, mas entrou em fase descendente após ser alvo de intensas críticas depois de bater em Vettel no GP da Rússia. Ele, então, foi "rebaixado" para Toro Rosso e caiu drasticamente de rendimento, especialmente em 2017 quando somou apenas cinco pontos, até ser demitido.

Agora, ainda que fora do grid, fará parte da Fórmula 1 como piloto de desenvolvimento da Ferrari, o que o deverá levá-lo a pilotar em simuladores e testes pela equipe italiana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.