Fabio Ferrari/ AFP
Fabio Ferrari/ AFP

Mbappé é eleito melhor jogador de 2021 pela Globe Soccer; Ronaldinho recebe prêmio pela carreira

Atacante francês recebe premiação em Dubai e supera Lewandowski, do Bayern de Munique, e Messi, seu companheiro de PSG

Redação, Estadão Conteúdo

27 de dezembro de 2021 | 17h09

Kylian Mbappé, atacante do Paris Saint-Germain, foi eleito nesta segunda-feira o melhor jogador do mundo de 2021 pela Globe Soccer Awards, em Dubai, nos Emirados Árabes. O francês ficou à frente de Robert Lewandowski, do Bayern de Munique, e Lionel Messi, seu companheiro de PSG.

A premiação anual existe desde a temporada de 2011 e é dada pela Associação Europeia de Clubes (ECA, na sigla em inglês) em conjunto com a Associação Europeia de Agentes de Jogadores (EFAA). O brasileiro Ronaldinho Gaúcho também foi homenageado pela sua carreira no futebol da Europa.

"É um grande prazer estar aqui, rodeado de grandes lendas e figuras do futebol. Quero agradecer aos que acreditaram em mim, minha família, os que me ajudaram a melhorar. A minha seleção e o meu clube. Quero escrever a história do futebol e trabalho para isso", disse Mbappé, de 23 anos, e já campeão do mundo com a França em 2018.

Outro destaque presente à cerimônia foi Ronaldinho Gaúcho, que recebeu um prêmio de reconhecimento pela carreira na Europa. O craque brasileiro fez história no PSG e também no Barcelona. O português Cristiano Ronaldo, atacante do Manchester United e que estava em campo nesta segunda pelo Campeonato Inglês, foi agraciado por ser o "maior artilheiro de todos os tempos".

No coletivo, a Itália, campeã europeia, foi eleita a melhor seleção do ano e o inglês Chelsea, campeão europeu, ficou com o prêmio de melhor time. No feminino, a vencedora foi a espanhola Alexia Putellas, do Barcelona.

Confira os eleitos

Melhor jogador do ano: Mbappé (PSG/França)

Melhor jogadora do ano: Alexia Putellas (Barcelona/Espanha)

Jogador da torcida: Lewandowski (Bayern de Munique/Polônia)

Prêmio Maradona (artilheiro do ano): Lewandowski (Bayern de Munique/Polônia)

Prêmio pela carreira: Ronaldinho Gaúcho

Melhor técnico do ano: Roberto Mancini (Itália)

Maior "artilheiro da história": Cristiano Ronaldo

Melhor seleção do ano: Itália

Melhor empresário: Federico Pastorello

Melhor diretor esportivo: Txiki Begiristain (Manchester City)

Melhor defensor: Bonucci (Juventus e Itália)

Melhor goleiro: Donnarumma (Milan/Juventus e Itália)

Melhor time feminino: Barcelona

Melhor time masculino: Chelsea

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.